A Reunião de Satanás

Satanás convocou uma Convenção Mundial de demônios. Em seu discurso de abertura, ele disse:
 
"Não podemos impedir os cristãos de irem à igreja."
 
"Não podemos impedi-los de lerem as suas Bíblias e conhecerem a Verdade."
 
"Nem mesmo podemos impedi-los de formarem um relacionamento íntimo com o seu Salvador."
 
"E, uma vez que eles ganham esse Elo com Jesus, o nosso poder sobre eles está quebrado."
 
"Então, vamos deixá-los ir para as suas igrejas e capelas; vamos deixá-los com os almoços, jantares e festividades que nelas organizam, vamos deixá-los ir para os seus encontros e reuniões espirituais. MAS, vamos roubar-lhes o tempo que têm, de maneira a que não sobre tempo algum para desenvolver um relacionamento com Jesus Cristo. Temos que quebrar esse Elo."
 
"O que quero que vocês façam é o seguinte.", disse Satanás.
 
"Distraia-os ao ponto de que não consigam aproximar-se do seu Salvador, para manterem essa conexão vital durante o dia todo!"

Leia mais:A Reunião de Satanás

Cristão. Romano ou judeu?

Pr. Carlos Garcia Costa

Não tenho como propósito agradar homem algum, nem grupo religioso, nem causar constrangimento a pessoas ou polemizar o assunto. Desejo levar os filhos de Deus a uma reflexão sobre o tema para que busquem as respostas apoiadas nas escrituras sagradas, principalmente no Novo Testamento, na doutrina dos Apóstolos e nos ensinamentos de Jesus Cristo. Quem tem ouvidos que ouça.


Doutrinas de Demônios


A Igreja está vivendo um tempo de apostasia. Em um contexto de restauração apostólica e profética simultaneamente se ergue entre os filhos de Deus uma doutrina estranha. Meros ensinamentos de homens, cumprindo a palavra que diz:

"Mas o Espírito expressamente diz que nos últimos tempos apostatarão alguns da fé, dando ouvidos a espíritos enganadores, e a doutrinas de demônios" (1Timóteo 4.1).

Leia mais:Cristão. Romano ou judeu?

A HISTÓRIA DE JOSÉ COMO SOMBRAS DO FUTURO

No livro do profeta Isaias Deus declara que conhece o fim desde o principio (Isaias 46.9-10; 48.3). Todas as histórias reais do livro de Gênesis se parecem exatamente com certos acontecimentos que ocorreram na História milhares de anos depois, relacionados ao Plano de Deus. A história do Dilúvio, o arrebatamento de Enoque, a destruição de Sodoma e Gomorra com fogo, o casamento de Isaque e Rebeca, etc. Iremos agora investigar a interessante história de José (escrita no Gênesis) e veremos como ela é uma fantástica profecia para o futuro. Vejamos como a história de José foi uma sombra profética da história de Jesus cerca de 2000 anos depois.

Leia mais:A HISTÓRIA DE JOSÉ COMO SOMBRAS DO FUTURO

Bambu e o Vento

 Certo homem, um fazendeiro muito rico, estava em seu luxuoso quarto de enormes janelas, de o­nde através de uma delas podia contemplar um vasto bambuzal e confabulava consigo mesmo, ao perceber que um vento impetuoso, naquela tarde, sacudia os bambus de um lado para o outro, fazendo-os, como num balé fantástico, tocar o solo várias vezes. Dizia ele em seus pensamentos que apesar da resistência daqueles enormes bambus, ele era mais forte, pois quando adquiriu aquelas terras, mandou derrubar os arvoredos em redor, e muitas árvores muito mais fortes que as do bambuzal.

Esse bambuzal que podia observar de sua extraordinária mansão, estava em terras vizinhas, mas isso não o impedia de utilizar aqueles bambus para a sua plantação de hortaliças. Mas quando o pequeno agricultor, proprietário daquelas terras resolveu plantar próximo das terras do rico fazendeiro, a reação não foi nada cordial, não foi a mesma do pequeno agricultor que não se incomodava das freqüentes retiradas de bambus em sua propriedade.

Leia mais:Bambu e o Vento

DAVI E GOLIAS - SOMBRAS DO APOCALIPSE?

A LUTA DE DAVI E GOLIAS E A RELAÇÃO COM O APOCALIPSE
A história narrada em I Samuel 17.40-50 já foi muito explorada, mas raramente alguém se lembra do seu significado profético.
Essa história mostra:
I – A SITUAÇÃO MUNDIAL ATUAL – Assim como o povo de Israel estava acossado diante da ameaça do filisteu Golias, atualmente, o Israel se encontra numa situação crítica, ameaçado pelo gigantesco povo árabe, cujo desejo é o extermínio de todos os judeus. Portanto, hoje Golias é o império Islâmico, com sua política terrorista.
II – O PEQUENO E O GIGANTE – Enquanto Israel é uma nação com pouco mais de 6.000.000 de habitantes, os árabes são 640 vezes maiores (somente o número de seguidores da religião islâmica já passa de 2 BILHÕES). O contraste entre Israel e seus inimigos é incrível.

Leia mais:DAVI E GOLIAS - SOMBRAS DO APOCALIPSE?