Deus Sabe...

Quando você está cansado e desencorajado por esforços que não deram frutos, Deus sabe o quanto você tentou ...
Quando você chorou por longo tempo, com o coração cheio de angústia, Ele contou suas lágrimas.
Se você sente que sua vida está perdida e que muito tempo também se perdeu, Ele está confortando você ....
Quando você está solitário e seus amigos estão muito ocupados para um simples telefonema, Ele acompanha você

Leia mais:Deus Sabe...

O Cesto e a água

Dizem que isto aconteceu em um mosteiro chinês muito tempo atrás. Um discípulo chegou para seu mestre e perguntou:
Mestre, por que devemos ler e decorar a Palavra de Deus se nós não conseguimos memorizar tudo e com o tempo acabamos esquecendo? Somos obrigados a constantemente decorar de novo o que já esquecemos. O mestre não respondeu imediatamente ao seu discípulo. Ele ficou olhando para o horizonte por alguns minutos e depois ordenou ao discípulo:
Pegue aquele cesto de junco, desça até o riacho, encha o cesto de água e traga até aqui. O discípulo olhou para o cesto sujo e achou muito estranha a ordem do mestre, mas, mesmo assim, obedeceu. Pegou o cesto, desceu os cem degraus da escadaria do mosteiro até o riacho, encheu o cesto de água e começou a subir de volta. Como o cesto era todo cheio de furos, a água foi escorrendo e quando chegou até o mestre já não restava nada. O mestre perguntou-lhe:

Leia mais:O Cesto e a água

O Carpinteiro

“Não é este o filho do carpinteiro? e não se chama sua mãe Maria, e seus irmãos Tiago, e José, e Simão, e Judas?” Mateus, 13:55

Estava conversando com a doutora Lílian. Ela contou uma crônica muito interessante, a qual estarei passando aos leitores.

Um velho fazendeiro deixou como herança a seus dois únicos filhos sua fazenda. A mesma era cortada por um rio, a parte do norte ficou para um filho e parte sul para o outro. Por divergências familiares ambos não se davam bem, e as diferenças chegaram ao extremo, o tempo se passou e os dois irmãos não podiam mais nem se ver. Um dia quando o irmão detentor da parte sul da fazenda, antes de embarcar para uma viagem, contratou um carpinteiro para um serviço. –Você vai construir uma grande cerca em torno do rio, a altura é para que não se veja nem do norte nem do sul, pois não suporto ver mais essa família. E saiu para sua viagem.

Leia mais:O Carpinteiro

Privilégio

Certa vez, eu estive acamada por trinta dias consecutivos, decorrência de uma cirurgia feita às pressas. Sempre soube que a vida é um dom de Deus, mas nunca meditei nisso com tanta intensidade quanto nesses dias de repouso forçado. Ficar “presa” a uma cama foi uma tortura! Eu me imaginava correndo pela praia, no campo e até mesmo na rua da minha casa. Fechava os olhos e “sentia” o vento acariciando o meu rosto. Ficava pensando no meu trabalho, em como me alegrava em fazer o meu serviço... Bem, eu tive tempo bastante para ver o quanto é ruim depender de alguém até mesmo para se levantar da cama. A vida para mim passou a ter um “sabor” ainda mais intenso; o valor que eu sempre dei a ela subiu tremendamente. A vida é um privilégio concedido por Deus a cada dia, e eu percebi que muita gente – eu muitas vezes – matava a vida ao invés de vivê-la.

Leia mais:Privilégio