Vai chover fogo do céu!

 Imagine... você pode ter uma intimidade tão grande com Deus, que quando clamar a Ele, descerá fogo dos céus. Aprenda aqui como o profeta Elias fez para alcançar esta intimidade.
1Rs 18.18-40 - ELIAS NO MONTE CARMELO

INTRODUÇÃO

Blaise Pascal, o filósofo francês, disse: “Há um vazio com a forma de Deus no coração de cada homem, que só Deus pode preencher, através do Seu Filho Jesus Cristo.”

Isso é uma verdade absoluta. O ser humano vive uma aventura em busca do preenchimento desse enigmático vazio. Procura nas modas, nas culturas, nos vícios, nas religiões, nos esportes, mas não consegue ficar satisfeito, pois o vazio é da forma de Deus. Só pode preencher com Jesus Cristo.

Fomos criados com o propósito de adorar o nome de Jesus Cristo, e podemos ser comparados com altares de adoração, criados para oferecer a Deus uma oferta agradável, um culto racional. Porém existem algumas atitudes que são necessárias para que um altar possa oferecer louvor perfeito, e obter a resposta dos céus.

Muitos perguntam: “porque Deus não responde minhas orações?”. O que devo fazer pra agradar à Deus. Como chamar a atenção de Deus? Deus existe?

Todas essas respostas e muitas outras serão reveladas pelo Espírito Santo durante o desenvolvimento dessa mensagem.

No livro dos Reis de Israel, conta a história de um profeta de Deus que trava uma grande luta com 450 profetas de Baal. Nós já conhecemos a história, porém se faz necessário analizar algumas atitudes importantes executadas pelo profeta, que nem sempre são observadas pelos leitores, ao estudas as escrituras. (1 Rs 18.18-40)

1. É NECESSÁRIO DEFINIR QUAL É O SEU SENHOR

"Então Elias se chegou a todo o povo, e disse: Até quando coxeareis entre dois pensamentos? Se o SENHOR é Deus, segui-o, e se Baal, segui-o. Porém o povo nada lhe respondeu." (1RS 18:21)

A primeira grande dificuldade do homem em se encontrar com Deus é que Deus não divide sua glória. Muitos querem “viver” com Deus, mas não podem renuncias outros deuses paralelos em sua vida. Em Mateus 16.24, Jesus diz para renunciarmos a nós mesmos para seguí-lo. Devemos renunciar nossas riquezas, e entregá-las nas mãos de Deus. Devemos renunciar nossos desejos carnais. Renunciar o pecado. Renunciar até pessoas, e entronizar Deus na nossa vida.

O profeta Elias convidou o povo à escolher entre Deus e Baal. O meio termo não é da vontade de Deus, afinal, Jesus perguntou: como podemos servir à dois senhores.


2. DEVEMOS ESCOLHER O CORDEIRO CERTO

"Dêem-se-nos, pois, dois bezerros, e eles escolham para si um dos bezerros, e o dividam em pedaços, e o ponham sobre a lenha, porém não lhe coloquem fogo, e eu prepararei o outro bezerro, e o porei sobre a lenha, e não lhe colocarei fogo." (1RS 18:23)

Muitos se vestirão como cordeiro, mas são lobos devoradores. Os olhos humanos por si só não tem a capacidade de reconhecer o cordeiro de Deus. Sem a orientação do Espírito Santo, andamos desorientados, e facilmente levados pelos ventos que constantemente surgem, enganando a muitos.

João Batista apontou Jesus Cristo como o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo (Jo 1.29). Elias orientou o povo à escolher o cordeiro (bezerro).

Certamente o Cordeiro de Deus foi despedaçado por nossas transgressões, e levantado no madeiro por nossas culpas.

Jesus Cristo é o cordeiro, e nós o altar. Altar não funciona sem cordeiro. Graças ao cordeiro, o altar pode oferecer sacrifício à Deus.


3. DEVEMOS BUSCAR O FOGO DE DEUS

"Dêem-se-nos, pois, dois bezerros, e eles escolham para si um dos bezerros, e o dividam em pedaços, e o ponham sobre a lenha, porém não lhe coloquem fogo, e eu prepararei o outro bezerro, e o porei sobre a lenha, e não lhe colocarei fogo." (1RS 18:23)

Muitos tem se enganado, buscando fogo estranho e rejeitando o fogo de Deus. Alguns vão além, e fazem seu próprio fogo. Observe como Elias orienta: Não coloquem fogo. Mais adiante ele diz que o Deus verdadeiro irá responder com fogo do céu.

Outro dia liguei a televisão e vi um padre ensinando a expulsar demônios. De acordo com seu ensinamento, bastava colocar um galho de arruda atrás da porta, junto com sal grosso, e o diabo não se apresentaria naquela casa. Que salada hein!

O pior é que muitos acreditam nesse “grande avivamento” promovido pela igreja. Em outras igrejas, pastores oram pelos copos d’agua e depois orientam suas ovelhas a beber aquela água santa, para serem libertas. Temos visto aberrações religiosas. Somente a misericórdia de Jesus poderá nos salvar de tantos falsos profetas, que se possível enganariam até os escolhidos.

Podemos colocar lenha, podemos tirar a pedra do túmulo, mas quem coloca o fogo é Deus.

Uma pessoa um dia tentou me ensinar como colocar fogo em um culto pentecostal. Quanta bobagem. Pensam não depender mais de Deus.


4. DEVEMOS INVOCAR O NOME DO SENHOR

"Então invocai o nome do vosso deus, e eu invocarei o nome do SENHOR; e há de ser que o deus que responder por meio de fogo esse será Deus. E todo o povo respondeu, dizendo: É boa esta palavra." (1RS 18:24)

Agora que você já definiu qual é seu Senhor, invoque seu nome. Isaías diz: “Buscai ao senhor enquanto se pode achar, invocai-o enquanto está perto.”

Interessante é que todo o povo se agradou na palavra de Elias. Hoje acontece, quando falamos de Cristo, ou de suas maravilhas, e muitos se agradam, porém não tomam a decisão correta no final.

Invocar à Deus consiste em humilhação do homem e exaltação do Senhor, porém se isso não for feito de coração, não obterá resultado. Os profetas de Baal, dançavam, pulava, se retaliavam, mancavam, gritavam e até profetizavam, porém o resultado foi um silêncio total.

Imagino as coreografias feitas pelos profetas de Baal. Muitos poderiam dizer: “como eles dançam bonito! Certamente seu deus está muito satisfeito.” Mas não é isso que a Bíblia relata.

É comum observarmos pessoas incrédulas, ao se deparar com tragédias, dizer: “Ai meu Deus! Jesus!”. Outros dizem: “Víchi Maria!”. Mas nem sabem o que estão falando. Invocar à Deus consiste em mais do que dizer palavras agradáveis. É necessário fazer uso do coração. Todo o coração.

A natureza do homem é tricotômica (corpo / alma / espírito), e Jesus nos orienta à amá-lo com nosso corpo (força), alma e espírito (entendimento):

"Amarás, pois, ao Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todo o teu entendimento, e de todas as tuas forças; este é o primeiro mandamento." (MC 12:30)


5. DEVEMOS RESTAURAR O ALTAR QUEBRADO

"Então Elias disse a todo o povo: Chegai-vos a mim. E todo o povo se chegou a ele; e restaurou o altar do SENHOR, que estava quebrado." (1RS 18:30)

Não sabemos o que foi quebrado no nosso coração, mente, vida. O pecado destrói o altar original e a tendência humana é remendar. Deus quer quebrar o vaso e construir denovo. Peça ao Espírito Santo que te revele o­nde está o defeito no altar.

O altar refeito por Elias seguia exatamente os mandamentos de Deus. Assim deve ser nossa vida (nosso altar), exatamente de acordo com as definições da Palavra.

O pecado destrói o altar, mas o arrependimento é um grande passo para que Deus conserte. O fato é que altar defeituoso não pode abrigar o cordeiro.


6. DEVEMOS CERCAR O ALTAR COM ÁGUA

"Então armou a lenha, e dividiu o bezerro em pedaços, e o pôs sobre a lenha." (1RS 18:33)

"E disse: Enchei de água quatro cântaros, e derramai-a sobre o holocausto e sobre a lenha. E disse: Fazei-o segunda vez; e o fizeram segunda vez. Disse ainda: Fazei-o terceira vez; e o fizeram terceira vez;" (1RS 18:34)

"De maneira que a água corria ao redor do altar; e até o rego ele encheu de água." (1RS 18:35)

Jesus disse:

"Mas aquele que beber da água que eu lhe der nunca terá sede, porque a água que eu lhe der se fará nele uma fonte de água que salte para a vida eterna." (JO 4:14)

A água é a Palavra de Deus. Devemos nos cercar da palavra, nos fortalecer e edificar nela. Observe que Elias colocou água três vezes consecutivas. A terra absorvia a água, logo, precisamos infindavelmente beber da Água de Cristo, antes que nosso depósito se esvazie.


7. SEJA UM SERVO DE DEUS

"Sucedeu que, no momento de ser oferecido o sacrifício da tarde, o profeta Elias se aproximou, e disse: Ó SENHOR Deus de Abraão, de Isaque e de Israel, manifeste-se hoje que tu és Deus em Israel, e que eu sou teu servo, e que conforme à tua palavra fiz todas estas coisas." (1RS 18:36)

"Responde-me, SENHOR, responde-me, para que este povo conheça que tu és o SENHOR Deus, e que tu fizeste voltar o seu coração." (1RS 18:37)

Finalmente, Elias:

A) reconhece que Deus o mesmo o­ntem hoje e sempre – v36.

B) É o Deus de Israel – v36.

C) Elias era apenas um servo de Deus, e não um operador de milagres v.36.

D) O segredo da vitória estava na palavra de Deus – v 36.

E) Que o povo precisava conhecer à esse mesmo Deus v. 27.


CONCLUSÃO:

"Então caiu fogo do SENHOR, e consumiu o holocausto, e a lenha, e as pedras, e o pó, e ainda lambeu a água que estava no rego." (1RS 18:38)

"O que vendo todo o povo, caíram sobre os seus rostos, e disseram: Só o SENHOR é Deus! Só o SENHOR é Deus!" (1RS 18:39)

Deu certo trabalho? Sim.

Exigiu renúncias? Também.

Mas o resultado foi satisfatório. Manifestação genuína de Deus, conversão de todo o povo. Deus quer nos usar, mas nós devemos obedecer sua palavra, e restaurar o altar!

Ricardo Martins Ribeiro
www.atosdois.com.br